16 de julho de 2009

As Meninas Cahen d'Anvers


Ontem, numa tarde zangada de quarta-feira, cinzenta e fria, estive em POA para compromissos pessoais e como sempre acabo aproveitando o dia para passear, ir a um café, livrarias, almoçar com as primas, enfim, sempre acompanhada de minha guia a Pati (também minha prima), que além de estar de pós-plantão quase toda vez que nos encontramos (isso significa que esteve trabalhando a noite toda), também defende-me de ser atropelada a cada travessia de rua. :)

Então, praticamente de vinte em vinte dias esses encontros acontecem, e sempre deixamos que o calor da hora nos guie para um programa ou outro. Mas ontem já fui com uma ideia em mente, torcendo para que a Pati concordasse em me acompanhar. E eis que a concordância se deu de forma tranquila e entusiasta e após o encontro das primas, na hora do almoço, lá fomos nós para o MARGS (Museu de Arte do Rio grande do Sul), pois desde que soube da exposição que lá se encontra a ansiedade se apossou de mim juntamente com o medo de que o tempo passasse e adiando a visitação eu acabasse perdendo de ver as obras de alguns artistas que até então, só conhecia através dos livros, porque museus franceses ainda são lugares guardados bem lá no futuro...


Recomendo a todos que tiverem a oportunidade de visitar essa exposição que não deixem de prestigiar. É um evento gratuito, eles apenas estão pedindo a doação de 1Kg de alimento ou agasalho. Como nós não sabíamos, contamos com a sorte e a generosidade de uma senhora que resolveu repartir suas doações conosco para que não entrássemos de "mãos abanando".

"Arte na França 1860 -1960: O Realismo" é então a exposição que reúne obras indescritíveis e faz com que os apaixonados por arte, e os nem tão apaixonados assim, possam deleitar-se com as pinturas de nomes importantes como Picasso, Van Gogh, Miró, Salvador Dali, Manet, Cézzane, Gauguin, Corot, Modigliani, entre outros... E especialmente os mais cobiçados por meus olhos fascinados, Monet e Renoir... Ah, os impressionistas! Não conseguiria aqui descrever com exatidão minha alegria ou então, um outro sentimento ainda sem nome, mas enfim, não conseguiria, nem que quisesse, expor em palavras a minha sensação ao ser pega desprevenida por "As Meninas Cahen d'Anvers (Rosa e Azul)" de Renoir, imagem esta tão vista e revista por mim somente nos livros de Arte e também poder ver de perto as pinceladas flutuantes de Monet.

Para as primeiras horas de uma tarde de quarta-feira achei que o movimento no museu estava bem significativo, acredito que usufruir do prazer de admirar as obras calmamente no final de semana será um problema, mas mesmo assim, sempre vale a pena, se for o único espaço de tempo disponível na semana.

Voltei para casa feliz pela experiência, já havia estado no MARGS em outras inúmeras situações, algumas também importantes, mas é que os impressionistas...

A exposição acontecerá até dia 30 de agosto, e eu ainda pretendo voltar lá!

Nenhum comentário: