5 de julho de 2010

Audácia

Pensar é algo que certamente não se aprende; é a coisa mais compartilhada do mundo, a mais espontânea, a mais inorgânica. Mas aquela também da qual se é mais afastado. Pode-se desaprender a pensar: tudo concorre para isso. Entregar-se ao pensamento demanda até mesmo audácia quando tudo se opõe, e, em primeiro lugar, com muita frequência, a própria pessoa. Engajar-se ao pensamento reclama algum exercício, como esquecer os adjetivos que o apresentam como austero, árduo, repugnante, inerte, elitista, paralisante e de um tédio sem limites. Frustrar as artimanhas que fazem crer na separação entre o intelecto e o visceral, entre o pensamento e a emoção. Quando se consegue isso, é como se fosse a eterna salvação! E isso pode permitir a cada um tornar-se, para o bem ou para o mal, um habitante de pleno direito, autônomo, seja qual for seu estatuto. Não é de surpreender que isso não seja nem um pouco encorajado." (Viviane Forrester)


(Imagem: O Pensador - Auguste Rodin)

6 comentários:

Celso Andrade disse...

Obrigado pela dica, vou ouvir aqui e volto com mais calma ler sua postagem,

Beijo grande

Celso

G I L B E R T O disse...

Sheila

E, pensar... é o que torna a gente mais diferente do restante do reino animal, não é verdade?

Contudo, tenho a impressão de que o ser humano anda muito preguiçoso e vejo a humanidade distante desta qualidade que nos torna singulares -as pessoas andam se movendo unicamente por impulso, por instinto, relegando para um segundo plano uma faculdade que nos aproxima do divino, do especial, do extraordinário.

Maravilhoso tema para debate colocaste neste post!

Grato por tua visita tão gentil, honrastes-me!

Estejas bem agora e sempre!

Patrícia Lara disse...

Olá, Sheila.

Belo texto esse que, sem querer ser redundante, faz a gente parar pra pensar!

Tenho a sensação que nós, seres humanos dotados dessa capacidade linda que é pensar, estamos nos afastando muito desse conceito.

Parabéns pela postagem!

Beijos,
Patrícia Lara

O Matuto disse...

Blog achado [perdido] por aí...
nem sei como cheguei aqui? Mas muito bom!
abs

Carol Timm disse...

Sheila,

Antes que eu me esqueça,
sempre que posso, tenho vindo aqui
refletir um pouco e tem sido muito bom!

Beijos,
Carol

Sheila S.S. disse...

Meus caros colegas blogueiros, obrigada pelos comentários. Sempre um prazer compartilhar ideias e receber a opinião de vocês... Abraço!